GRUPO DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO, GUIA COMPRA DE IMÓVEL NO EXTERIOR, HOTEL, IMÓVEL EM PORTUGAL, IMÓVEL NO EXTERIOR, IMOBILIARIO PORTUGAL, IMOBILIÁRIO, INVESTIMENTO, INVESTIMENTO EXTERIOR, INVESTIMENTO IMOBILIARIO, MERCADO IMOBILIARIO, NOTÍCIAS, NOTÍCIAS PORTUGAL, ONDE INVESTIR, VISTO DE INVESTIDOR

Onde Investir 2018: Os 4 Tipos de Investimentos Imobiliários em Portugal

Hoje apresentamos o novo post da nossa série Onde Investir 2018: os 4 Tipos de Investimentos Imobiliários em Portugal! Esperamos ajudar nossos clientes a alcançarem seus objetivos em Investimentos Imobiliários, com a HC Corporate.

Em nossos últimos posts, você deve estar acompanhando mais a respeito de pessoas que decidiram investir em Portugal. A maioria de nosso leitores já acompanha esse processo pelas notícias, por amigos e parentes que já tenham comentado e tem alguns que talvez ainda não se tenham atentado para essa tendência.

Mas por que neste momento? O quê é que está ocorrendo com o mercado imobiliário em Portugal? Vamos voltar um pouco no tempo e na história:

Seis anos depois de assinarem o Tratado de Paris (18 de abril de 1851), que instituiu a Comunidade Européia do Carvão de do Aço (CECA), França, Itália, Alemanha Ocidental, Bélgica, Holanda e Luxemburgo resolveram ampliar sua união e em 25 de março de 1957 surgia a Comunidade Econômica Europeia, entidade que logo passou a ser chamada de Mercado Comum Europeu (MCE).

Com a unificação da Europa no Mercado Comum Europeu, os demais países europeus vendo as vantagens comerciais e econômicas dessa unificação foram aderindo e se adaptando as novas regras, protocolos e obrigações resultantes dessa adesão.

Ocorre que nesse processo não existiam apenas obrigações, existiam também direitos e um desses direitos eram linhas de crédito para a modernização do país. Assim Portugal aderiu ao mercado e com isso recebeu uma grande quantia de empréstimos voltados para a infraestrutura.

No caso de Portugal, esses investimentos voltados para infraestrutura contribuíram para uma modernização dos meios de transporte, autoestradas, portos e aeroportos, cidades além de parte desse investimento ter contribuído para melhorar a infraestrutura hoteleira.

A ótima consequência desse processo foi um grande avanço de Portugal no sentido da modernidade, do progresso e da economia moderna. O problema é que o custo desse processo foi muito caro, e grande parte dele estava associado ao mercado imobiliário, com a construção de novos imóveis, entre eles novos hotéis. Portugal apostou que com toda essa modernização o turismo iria se desenvolver, mas com a crise de 2008, a sobrevalorização que aquecia o mercado e mais as dívidas oriundas desses empréstimos, tomaram a forma de uma bolha e levaram o país a uma crise muito grave.

Superando a Crise

Depois de 10 anos, onde o país e os portugueses trataram de reformular seu modelo de desenvolvimento, cortando gastos e tratando de pagar suas dívidas, Portugal inicia um processo virtuoso muito favorável, com empresas se instalando no país, com um apelo turístico invejável e com um programa de migração estrangeira de muito sucesso com programas para investidores, empresários e aposentados.

Todo esse conjunto de medidas trouxe para o país um desenvolvimento muito positivo e sustentável, gerando uma demanda enorme de turistas que querem aproveitar seus períodos de lazer gozando do conforto, das belezas históricas e naturais, da excelente gastronomia e da boa recepção dos portugueses. Todo esse processo trouxe também uma demanda de empregos na indústria hoteleira, gerando empregos e um novo crescimento da economia.

Nesse ano de 2017 Portugal foi nomeado o melhor destino turístico do mundo na premiação da 24ª edição do World Travel Awards . Segundo dados da Organização Mundial do Turismo, o turismo português é o que mais cresce na Europa. Além disso, o setor representou, nos primeiros três meses de 2017, 6,5% de todos os empregos do país, e uma alta de 0,6% em relação a 2016. O país também está entre os 15 melhores do mundo para se investir no segmento, de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Nesse contexto a demanda de pessoas desejando serviços de hotelaria aumentou enormemente.

Mas esse crescimento todo, aliado a demanda turística e ao projeto de migração trouxe uma antiga e muito boa oportunidade de negócios para Portugal, o investimento imobiliário. Hoje, Portugal recebe investidores no mercado imobiliário em cinco diferentes modalidades, as quais passamos a descrever aqui em mais detalhes para você tomar conhecimento e ver qual é de seu maior interesse:

  1. Imóveis para aplicar ao gold visa
  2. Imóveis para reforma e venda
  3. Imóveis para renda de turismo e de aluguel
  4. Imóveis para moradia e como investimento

portugal-imoveis

Imóveis para aplicar ao Gold Visa

O Programa de Autorização de Residência para Investimento (ARI), também conhecida como “Visto Gold” ou Golden Visa, foi criado em Portugal em 2012 e até hoje já concedeu visto a mais de 4.500 investidores, sendo que os brasileiros estão entre os que mais solicitaram o Golden Visa de Portugal.

A partir do momento que você tem o Golden Visa Portugal, você e sua família podem morar em qualquer país da União Europeia, como um cidadão Europeu. Outra vantagem é que depois de 5 anos nesse programa, você pode solicitar a nacionalidade portuguesa e passa a ter passaporte europeu.

O método mais comum para adquirir o Golden Visa Portugal é comprando um ou mais imóveis no país, desde que a soma dos imóveis seja de pelo menos 500 mil euros. Os imóveis adquiridos podem ser usados como investimento, para ser alugado, ou como moradia.

Com a atualização da lei do Golden Visa Portugal, agora imóveis com mais de 30 anos de construção ou localizados em área de reabilitação urbana, que forem adquiridos (um, ou a soma de vários) por pelo menos 350 mil euros, dão também o direito ao Golden Visa.

Imóveis para reforma e venda

Essa modalidade surgiu devido aos inúmeros imóveis em Portugal, principalmente nas localidades com maior demanda turística, como Lisboa e Porto. Esses imóveis como são muito antigos e bem localizados, tem um apelo bom para o mercado de hotéis, um preço interessante para compra e depois de reformados conseguem uma boa valorização.

Na verdade, quando começam a ser reformados já são colocados a venda, com condições de pagamento como:

  • 30% de Entrada
  • 10% com 20% da Obra
  • 10% com 40% da Obra
  • 10% com 60% da Obra
  • 10% com 80% da Obra
  • 30% com 100% da Obra

Com um prazo de obra que varia de 1 ano e meio até 2 anos, essas condições são muito interessantes, pois facilita o pagamento e a valorização durante a obra é muito boa. Em Portugal aos 50% da obra realizada o proprietário já pode vender o imóvel que muitas vezes atinge entre 30 a 35% de valorização com 50% da obra executada.

Para uma venda com a obra concluída a valorização será de 50% podendo chegar até 60%, dependendo do projeto, e da localização.

Imóveis para Renda de Turismo e Aluguel

Muitos móveis são procurados para fazer frente à grande demanda de turistas que procuram por um bom local para se hospedar. A falta de hotéis em Portugal e a necessidade de uma oferta de hospedagem mais barata que tomou conta do mundo, e em especial da Europa, fez com que se criassem hospedagens mais simples, mas com muito bom serviço, que competem entre si e com a própria rede hoteleira para receberem essa massa enorme de hóspedes.

Assim, muitos investidores já detectaram essa nova modalidade de investimento, imóveis adaptados para serem pequenas hospedagens e que tem uma receita praticamente contínua ao longo do ano, dependendo unicamente de prestar um bom serviço, com regularidade e ter seu serviço bem avaliado. Sites já foram criados para apresentar essas possibilidades mais acessíveis de hospedagem aos turistas com todas as informações para a tomada de decisão, consulte o Booking.Com , considerado um dos melhores.

Essa demanda aumentou o interesse dos investidores imobiliários a se voltarem para os imóveis reformados ou não, seja ainda na fase de reforma ou já concluídos, para aluguel para um operador de hospedagem ou mesmo para operar ele mesmo como proprietário e obter assim sua renda mensal do aluguel.

Imóveis para Moradia e como Investimento

Outra possibilidade que temos observado é a simples compra de imóveis como objeto de investimento, seja como moradia ou mesmo para aluguel, com o propósito de se obter valorização no futuro.

Aqui, são investimentos de maior envergadura, com prazo de maturação maior, para a realização das obras, com alto potencial de valorização e têm como objeto o foco no uso residencial, hoteleiro, comercial, ou para escritórios.

Conclusão

Portugal tem respondido de modo exemplar aos anseios do mercado investidor, de modo a atender a demanda crescente do mercado, com políticas corretas e voltadas para a iniciativa privada de modo a criar as condições ideais de se oferecer ao mercado soluções duradouras e efetivas.

A HC Corporate atua no mercado de imóveis em Portugal, com seus parceiros portugueses em todos os tipos de propriedades e oportunidades aqui abordadas, e com excelentes projetos para atender a sua demanda de investimento, com muita qualidade e boa lucratividade.

Agende uma Conversa com Nossa Diretoria

Preencha o formulário abaixo e agende uma conversa. Estamos à disposição para atendê-lo e apresentar as vantagens deste empreendimento e de morar em Portugal!

Para saber mais sobre Portugal leia também:

Sobre a HC Corporate

A divisão Imobiliária (Real Estate) da HC é especializada em promover para investidores e clientes no Brasil oportunidades de investimentos imobiliários oferecidos por nossos parceiros no exterior.

Podemos ajudá-lo para fazer essa operação com toda a segurança e uma boa rentabilidade!

Para receber a nosso portfólio completo de projetos Imobiliários entre em contato através do e-mail: corporate@huitantecinq.com ou por telefone aqui.

Ou caso prefira receber nossas notificações por e-mail, clique aqui selecionando a área de interesse Imobiliário (Real Estate).

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Onde Investir 2018: Os 4 Tipos de Investimentos Imobiliários em Portugal

  1. Pingback: Onde Investir 2018: Os 8 Posts da Série sobre Oportunidades de Investimento Imobiliário! | HC Corporate Imóvel no Exterior, Investimento Exterior e Investimento Imobiliário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s